Ação emergencial no Pontal

Ação emergencial no Pontal

Colocação de areia e abertura de vala estavam entre os serviços executados pela Prefeitura

Em função da maré de lua, da chuva e da ressaca do mar, casas e a rua Beira Rio, no Pontal de Atafona, foram alagadas na madrugada de sexta-feira, 22. Duas famílias foram encaminhadas para o aluguel social e a Prefeitura de São João da Barra, além do socorro aos moradores, atuou também numa ação paliativa emergencial com colocação de areia em determinados pontos e abertura de vala em outros.

O subcoordenador da Defesa Civil, Wellington Barreto, informou que o alagamento ocorreu devido a soma de diversos fatores climáticos no mesmo período. “A ressaca do mar associada à  cota de 1,70m da maré, aos mais de 20mm de chuva, e a variação do nível do Paraíba do Sul, em torno de 5,70m, foram fatores determinantes para que houvesse o alagamento”, esclareceu.

A ação foi coordenada pela Defesa Civil, juntamente com as secretarias de Obras e Serviços, Assistência Social e Direitos Humanos e de Meio Ambiente e Serviços Públicos.

“Assim que fomos acionados, atuamos diretamente dentro das casas levantando os móveis e equipamentos domésticos, sendo que duas famílias foram encaminhadas para o aluguel social e as outras aguardaram a nossa equipe retirar a água acumulada nas casas e na rua – comentou Wellington.

A atuação prosseguiu com colocação de areia, proveniente da limpeza da avenida Atlântica, para reforçar a duna que se rompeu próximo às casas, e em outros locais como forma de contenção provisória. Abertura de uma vala para escoar a água acumulada no mangue que fica localizado próximo à rua Beira Rio, além da utilização de uma bomba de sucção para retirada da água nas residências.

“A previsão é de que a partir desta sexta-feira, 22, até os próximos sete dias a situação volte à  normalidade”, finalizou o subcoordenador, lembrando que a Defesa Civil municipal está em estado de alerta.